02/12/2016

Possessive Love - Capítulo 5 - Captured - parte II

Skylar Houck’s P.O.V.
Encarei Luke a minha frente e lhe lancei um sorriso sem vida. Stacy estava de costa para ele e continuava me abraçando. Seu abraço me trazia conforto e um pouco de paz. Sentia-a chorar junto a mim. Meu coração se apertava com a ideia de ficar longe dela, ainda mais agora que perdemos nossos pais. Ela só tem a mim e eu só tenho a ela.
Observei Scarlett falar ao telefone e logo desliga-lo. Ela me olhou com o olhar cabisbaixo e sorriu triste. Anne se manteve calada observando toda a cena sem expressão alguma no rosto. Senti Stacy se afastar de mim e depositar um beijo em minha testa. Ela secou suas lágrimas e se virou para Scarlett, que se apressou em dizer: — Eu já liguei para a polícia, — desviou o olhar para mim — Pode nos contar o que aconteceu?
Assenti com a cabeça e fechei os olhos, respirando fundo.
— E-Eu… — pigarreei para a voz sair sem falhas — Eu voltei da balada mais cedo, estava muito atordoada para poder pensar em avisar alguém. Fiz um trajeto de uma hora e meia até aqui, estava tão cansada que não reparei na van preta que estava estacionada na esquina. Quando eu passei por ela, ouvi a porta se abrindo e dois homens de preto saindo dela…
— Você chegou a ver o rosto de algum deles? — perguntou Luke, visivelmente, e estranhamente, preocupado.
— Não. Eu tentei correr, mas eu estava de salto e, um deles me alcançou e me pegou pela cintura. Eu tentei me soltar, mas ele era muito forte — senti uma lágrima descer. — O outro apareceu na minha frente com um pano molhado, acho que era clorofórmio, porque eles queriam me apagar. Eu consegui chutar ele e me soltar do cara que me segurava. Eu corri até aqui, eles vieram atrás de mim na van, mas eu entrei em casa rápido.
Enxuguei as lágrimas que seguiram a primeira e encarei todos a minha volta. Stacy estava com os olhos visivelmente arregalados. Scarlett se encontrava da mesma forma e tinha uma mão cobrindo sua boca. A expressão de Luke era uma incógnita, não consegui reconhecer se era alivio, pena ou felicidade, ele não me parecia ser muito confiável. Anne se encontrava da mesma forma, sem expressar reação alguma.
Stacy respirou fundo e perguntou:
— O que exatamente te fez fugir daquela forma da boate?
Senti meu sangue gelar com sua pergunta, meu coração passou a bater descompassadamente. As lembranças de seus lábios e suas mãos em mim atingiram-me em cheio. Encarei Stacy a minha frente, que estava com uma sobrancelha arqueada, provavelmente pela minha demora e receio em responder.
— Nada — respondi, piscando lentamente.
— Como nada? — perguntou furiosa e elevou seu tom de voz. — Não minta, Skylar.
Encolhi-me ao ver todos prestando atenção em mim. Bufei e revirei os olhos, encarei-a séria e disse:
— Justin.
— O que? — perguntou confusa.
— Justin, ele me encontrou.
Sua expressão de espantou me fez rir sem vida.
— Como assim te encontrou?
— Encontrando, Stacy — respondi irritada.
— Sky…
— Eu sei, — a interrompi e suspirei — eu tô’ na merda!

[…]

Suspirei pesadamente mais uma vez, ao observar a rua cheia, novamente. Vizinhos curiosos observavam os policiais em frente de casa. Havia três carros parados ali. Respondi diversas perguntas como: qual a cor da van, se eu havia visto a placa, se eu havia visto o rosto dos sequestradores; também tive que descrever o pouco que vi, disseram que cada detalhe era valioso.
Revirei os olhos ao ver Stacy olhando para mim, seus olhos mais uma vez me perguntavam se eu estava bem. Scarlett e Anne já não estavam mais, pedi que fossem embora, pois já era muito tarde. Scarlett protestou dizendo, histericamente, que eu precisava de atenção naquele momento. Pode-se dizer que eu compreendo Anne perfeitamente quando ela revira os olhos para a irmã, Scarlett as veze é muito irritante, mas é uma grande amiga.
Fechei os olhos e senti a brisa fria bater contra meus cabelos, peguei o celular em meu bolso e bufei ao ver que já se passava das 3h. Mais uma vez eu iria dormir extremamente tarde e teria de acordar cedo para ir trabalhar. Olhei para um ponto fixo a minha frente e me permiti pensar em tudo que houve naquela noite, principalmente em Justin. Ainda podia sentir seu toque sobre meu corpo, seus lábios macios e aveludados. Estava tão distraída que nem percebi que Luke havia se sentado ao meu lado na escada.
— Está tudo bem? — perguntou.
— Sim — respondi seca.
Não gosto dele!
— Você realmente não conseguiu ver nada? — perguntou mais uma vez.
Bufei. A verdade é que, ele tem me perguntado isso a noite toda. Já estava ficando irritada com suas perguntas sobre os homens que tentaram me sequestrar. Comecei a pensar que ele poderia ser gay e achava excitante a ideia de homens de preto e perigosos.
— Porque quer tanto saber? — perguntei irritada. — Eu já disse que não vi nada, se tivesse visto já teria contado.
Wow, me desculpe se te irritei. Só achei que poderia ter se esquecido de algo ou, sei lá.
— Luke, eu não te conheço, porque contaria justamente a você?
Ele riu fraco.
— Tem razão, perdoe-me pela intromissão.
— Tudo bem, me desculpe se fui grossa — respondi. — Essa coisa está me deixando profundamente irritada. Odeio receber toda essa atenção, principalmente da policia.
Ele gargalhou.
— Eu também não me dou muito bem com a polícia. — sorriu minimamente.
— Por quê? — perguntei curiosa.
Ele sorriu e se levantou.
— Acho que já vou indo, até mais Sky — despediu-se.
— Até — respondi simplesmente.
O observei seguir até seu carro, que eu não havia visto enquanto corria desesperadamente para dentro de casa. Vi os policiais terminarem de falar com Stacy e seguirem para as viaturas, logo já não estavam mais ali. Stacy se aproximou de mim e sorriu.
— Vamos entrar? Mais tarde temos que buscar Jenny, ela chegara pela manhã — franzi o cenho, eu não estava sabendo daquilo. — A tia ligou agora a pouco, Jenny estava preocupada com o que vem acontecendo e quis vir logo. Ela ainda não sabe do acontecimento de hoje.
Assenti para Stacy e ela subiu os poucos degraus e entrou em casa. Observei a rua ir se esvaziando aos poucos. Alguns vizinhos me olhavam com pena, outros me olhavam como se eu estivesse envolvida com coisas erradas. Suspirei e entrei em casa, eu estava exausta.

Continua…


Gente, eu deveria ter postado isso quarta às 20h, para comemorar os 50 seguidores do blog. Porém, eu saí de manhã e só voltei a tarde. Quando cheguei em casa apaguei e só acordei quase meia-noite haha'.
Então me perdoem por isso, não postei ontem porque não estava me sentindo bem. Mas, aí está, antes tarde do que nunca. Se tiver dois comentários até domingo, eu postarei o 7, senão, somente terça, pois tenho prova domingo.
Sobre o tutorial de layout que planejo fazer, vocês preferem vídeo ou texto?
Deixarei uma enquete ali ao lado para vocês votarem!
Beijão, fiquem com Deus e comentem!

E, sobre a surpresa:
Quero que votem para qual fanfic/imagine deverá ser postada(o) junto com PL.
Leiam as sinopses e votem na enquete.

Love The Way You Lie | Don't Leave Me
+2 comentários
Visite:
Imagine Belieber
Imagine Belieber2
Imagine Belieber3
Imagine Belieber Hot
Imagine Belieber Hot2
One Dí Dreams
Wonderland Fanfics

7 comentários

  1. In love por essa fic!! Adorei!! Mega ansiosa para descobrir qm esta atrás da sky! Algo me diz que o Luke nao é boa coisa! ! Continua!! Please!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois eu mesma digo: Luke não é boa coisa aidndinddos
      Que bom que está gostando, muito obrigado por comentar.

      Já continuei 💜

      Excluir

Que tal deixar seu comentário?
Isso estimula a autora a continuar e deixa seu dia mais feliz! C:
Aceitamos criticas, sugestões, elogios... Mas nada de ofensas, viu?
Seus comentários poderão ajudar no desenvolvimento do blog. Nos avise no caso de algum link errado!